O Peso do Pássaro Morto – Aline Bei

O Peso do Pássaro Morto – Aline Bei

Bom dia! Hoje trago a resenha do livro O Peso do Pássaro Morto da autora Aline Bei, cuja leitura foi realizada de forma coletiva e organizada pela Bia do ig @bfaria25.

Resenha:

O livro retrata a vida de uma mulher dos 8 aos 52 anos, falando de suas perdas, suas lutas diárias e seus relacionamentos.
Essa mulher não possui nome e pode ser entendida como qualquer mulher que abnega de seus sonhos e de suas vontades para viver uma vida em função daqueles que a cercam ou a partir daquilo que a sociedade lhe impõe.
Ao ler a história observa-se que a sociedade enxerga a mulher como um ser criado para procriar, cuidar dos filhos, acompanhar de perto o desenvolvimento deles, a educação dos mesmos. E atualmente, além dessas tarefas, ela sai de casa para trabalhar ajudando a prover o lar, quando não faz isso sozinha.
Porém, ninguém enxerga que todos os dias muitas mulheres morrem inúmeras vezes, de forma metafísica, quando o filho adoece, o curso da vida apaga seus sonhos mais íntimos, perde alguém querido, muda sua forma de viver para permitir que os sonhos e desejos dos outros se realizem.

 

CYMERA_20181015_000835

 

Anúncios
Uma Jogada do Amor – Ruth Arnaldo

Uma Jogada do Amor – Ruth Arnaldo

Bom dia! Venho trazer a resenha do livro Uma Jogada do Amor da autora Ruth Arnaldo, cuja leitura foi realizada de forma coletiva e teve como organizadoras Rafaelly e Karine dos respectivos ig’s @sentimentosebooks e @qualaleitura.

Agradeço o convite das meninas e a autora por escrever uma obra tão linda!

Resenha:

Isadora é uma garota que mora sozinha e tem muitos sonhos.
Ela evita contato com outras pessoas, por causa de seus segredos do passado.
Sebastian é atleta, determinado, sexy e desejado por muitas garotas da faculdade.
Por um acaso do destino ou uma jogada do amor, seus mundos se chocam. Será que Isadora conseguirá mergulhar nesta relação? Seus segredos serão revelados?
A história deles promete emoções, cenas fortes, descobertas, amor.
Este livro tem todos os ingredientes para manter o leitor grudado em suas páginas do início ao fim!

 

CYMERA_20180901_135339

 

 

 

Na Frequência do Amor – José Roberto Moraes

Na Frequência do Amor – José Roberto Moraes

Hoje trago a resenha da obra Na Frequência do Amor do autor José Roberto Moraes. A leitura desta obra foi realizada de forma coletiva, organizada pela Rafaelly do ig @sentimentosebooks.

Resenha:

Miguel é um jovem tímido que prefere ficar no anonimato quando em sala de aula, e em casa gosta de ler e jogar. Porém, tudo em sua vida muda após enfrentar um valentão na escola, e por consequência conhecer Giovanna.

No começo se tornam bons amigos. Com o tempo, Miguel percebe que está apaixonado por Giovanna, mas não sabe se é correspondido. Sendo um grande desafio para Miguel descobrir os sentimentos dela por ele, além de necessitar esconder o resultado das ondas do amor sobre seu corpo.

O Miguel não esperava é que tudo o que sentia era correspondido com a mesma intensidade…

Essa história de amor é delicada, linda, com personagem cheios de vida com um amor que transpõem os limites do corpo.  Nela descobrimos que o amor pode ser muito poderoso.

 

 

CarolProsaeLetras compartilhou uma citação do Wattpad com você

Os Opostos se Distraem – Jussara Souza

Os Opostos se Distraem – Jussara Souza

Boa noite! Um pouco atrasado, mas trouxe um especial de aniversário do IG para vocês!

Começando pela resenha do livro Os Opostos se Distraem  da autora parceira Jussara Souza.

Resenha:

Após sentir-se incomodada com as constantes brigas com o marido, insatisfeita com sua vida profissional, a autora Jussara Souza entra em seu ano sabático.
Na obra “Os Opostos se Distraem” ela relata as experiências que obteve durante sua trajetória. Inicia quando mergulha em seu íntimo e aprende a lidar com os sentimentos e atitudes das pessoas que a cercam.
Todos os âmbitos de sua vida são transformados a partir de uma nova rotina, alimentação saudável, meditação, autoconhecimento e descoberta de seu propósito. Porém, ela afirma que todo o aprendizado deve ser exercitado diariamente para que não haja retrocesso.
Jussara é uma mulher de fibra, batalhadora, um ser humano em lapidação.
O livro é muito interessante e serve como parâmetro para aqueles que buscam melhorar a si mesmo.

 

CYMERA_20180802_224006

 

 

Escolhida – Elena Johnson

Escolhida – Elena Johnson

Boa noite!

Hoje venho trazer a resenha do livro Escolhida, cuja leitura foi realizada coletivamente, entre alguns instagram’s e a autora.

Resenha:

June é filha de um dos maiores empresários da costa leste dos Estados Unidos, está prestes a entrar para Universidade.
Buscando um pouco de liberdade ela pede aos pais um cruzeiro como presente de aniversário, mas com a condição de que vá desacompanhada.
Porém, seus planos de viajar sozinha vão por água abaixo, pois ao entrar no navio conhece James, um dos tripulantes do navio, e Nick, um jovem que está viajando com sua família. Ambos não a deixam sozinha um minuto sequer, os únicos momentos que consegue estar em sua própria companhia são aqueles que passa na sua cabine.
A viagem transcorre tranquila até June acordar de um pesadelo preocupada e muito assustada.
Será que os pesadelos podem se tornar realidade?
June que o diga, atendendo a um convite de James ela vai para a polpa do navio e vê seu pesadelo acontecer com algumas alterações.
Após cair do navio ela acorda em uma pequena ilha que ela acredita ser deserta, contudo descobre estar enganada em uma noite de lua cheia.
Assim ela conhece o povo de Aquaria, seres os quais não acreditava que existissem.
O que acontece com June? Só lendo para descobrir!
Embarque nessa aventura e se apaixone por June e Aquaria!

 

CYMERA_20180727_223237

 

Entrevista com a autora Vanessa Benfatti

Entrevista com a autora Vanessa Benfatti

Boa noite! Hoje nossa autora entrevistada será Vanessa Benfatti.

Espero que apreciem a entrevista.

Apresentação:

Nascida no interior de São Paulo, farmacêutica e escritora a algum tempo, escrevi o meu primeiro livro em 2015 a Duologia Amor Insano, uns dos 100 livros mais lidos na Amazon. Hoje estou preparando o Lançamento de Enquanto a Neve Cai, em formato físico. Um romance New Adult voltado para o público mais jovem. O e-book está disponível na Amazon junto com minhas demais obras.

 

 1) Quais foram as suas motivações para tornar-se um escritor?
R: Acho que por eu gostar tanto de leitura acabei escrevendo também. Não sei explicar estava em mim escrever.

 

2) Sobre o que você mais gosta de escrever?
R: Romances com finais lindos que me faça chorar de emoção.

 

3) Como surgem as histórias? Os personagens?

 
R:
Muitos através de sonhos, outros através de inspirações repentinas mesmo.

 

4) Você cria uma rotina para a escrita?
R: Geralmente escrevo toda semana, mas não tenho uma rotina.

 

5) Sua literatura tem influência de algum escritor/poeta?

 
R: Influência diria que não, mas eu gosto muito de J R Wards e Collen Hoover

 

6) Durante o processo de criação ou na sua preparação, você tem algum costume ou hábito?

 
R: Escutar muita música, caminhar escrevendo.

 

7) Quanto as suas obras, tem alguma delas que considere “a mais difícil” para ser escrita?

 
R: Sim, até agora o mais difícil foi “Dois Caminhos”, pois eu sentia todas as dores da personagem, praticamente escrevi quase todo o livro chorando.

 

8) Qual a importância da literatura em sua vida, na vida das outras pessoas? Ela pode influenciar uma nação?

 

R: Com certeza, que literatura tem o poder de fazer com que as pessoas se sintam tão bem e felizes. Já ouvi e vi muitos relatos de pessoas que saíram de uma depressão através dela. Ler é mágico.

 

35884188_1824883777555197_6407652259974348800_n

Entrevista com a autora Rossana Cantarelli

Entrevista com a autora Rossana Cantarelli

Boa noite! Hoje nossa entrevistada é a autora Rossana Cantarelli, deixaremos que ela se apresente!

 

Apresentação:

Meu nome é Rossana Cantarelli, sou gaúcha, advogada, casada e mãe, além de escritora. Tenho 4 livros publicados: Apenas Respire e Apenas Me Ame (ambos em e-book na Amazon e em breve em físico); Depois das Cinco (e-book na Amazon) e Corujinha Pipoca (físico).

 

Entrevista:

1)Quais foram as suas motivações para tornar-se uma escritora?

R: Comecei muito despretensiosamente. Foi por sugestão do meu marido. Estava com 40 anos e cansada de fazer as mesmas coisas. Aceitei o desafio. Em menos de seis meses eu tinha escrito a Duologia Rock e Perfume: Apenas Respire e Apenas Me Ame.

2)Sobre o que você mais gosta de escrever?

R: Sempre será romance. No entanto, estou lançando um livro infantil a pedido do meu filho Cassio. Mas será por ele!
3)Como surgem as histórias? Os personagens?

R: Não sei explicar, de uma hora para outra, os personagens começam a conversar comigo. Fico horas e dias pensando nas histórias. E assim começa tudo. às vezes, o gatilho é uma música. Outras vezes é alguém que vejo na rua ou TV que me inspira.
4)Você cria uma rotina para a escrita?

R: Não tenho rotina. Quando um livro está sendo criado, escrevo todos os dias. No momento, acabei de terminar meu quarto livro. Então, estou mais calma.
5)Sua literatura tem influência de algum escritor/poeta?

R: Não exatamente, mas amo Isabel Allende.
6)Durante o processo de criação ou na sua preparação, você tem algum costume ou hábito?

R: Ouço muita música. Inclusive todos meus livros têm playlist, que são as músicas que ouço durante a escrita.

7)Quanto as suas obras, tem alguma delas que considere “a mais difícil” para ser escrita?

R: Depois das Cinco. Usei uma técnica que você lerá duas histórias em um livro.

8)Qual a importância da literatura em sua vida, na vida das outras pessoas? Ela pode influenciar uma nação?

R: Na minha vida, eu me encontrei. Sou uma pessoa realizada pessoalmente. Literatura é educação. Um povo sem educação é um povo analfabeto. Infelizmente, no nosso país a educação não tem espaço e muito menos a literatura.

 

IMG_20180620_011026

Entrevista com a autora Ester Veríssimo

Entrevista com a autora Ester Veríssimo

Boa noite!

Nossa entrevistada de hoje é a autora Ester Veríssimo. Vamos a apresentação e logo após a entrevista!

Apresentação:

A autora Ester Veríssimo nasceu em Guaranésia, interior de Minas Gerais, é santista, apaixonada por leitura e escrita.

Publicou “Inconfundível”, sua primeira obra e já está finalizando “Ciúme Mortal”, que em breve será lançado.

Também lê seus textos no programa Toque de Amor, da Rádio JK FM (www.jkfm.com).

 

Entrevista:

1) Quais foram as suas motivações para tornar-se uma escritora?

R: Eu sou o tipo de pessoa que não busco motivações de ninguém, exceto a mim mesma. Acho que o Ser humano, não precisa de motivações para realizar seu objetivo. Ele tem que ser a fonte motivacional para o mundo à sua volta.

 

2) Sobre o que você mais gosta de escrever?

R: Meu gênero favorito é Romance, sendo assim gosto de escrever sobre o Amor.

 

3) Como surgem as histórias? Os personagens?

R: Boa pergunta (risos). As histórias surgem a partir do momento, que você resolve colocar em prática suas ideias no papel. Sempre tem alguém que nos inspira, mas acredito que a dor seja minha maior inspiração, porque Ser escritor é escrever a dor do outro e as vezes a sua própria dor se transforma em algo produtivo.

 

4) Você cria uma rotina para a escrita?

R: Eu nunca deixo de escrever algo, nem que seja apenas uma frase, para não perder o compasso da escrita.

 

5) Sua literatura tem influência de algum escritor/poeta?

R: Sem dúvidas, me inspiro Muitoo, em Nicholas Sparks e Shakespeare.

 

6) Durante o processo de criação ou na sua preparação, você tem algum costume ou hábito?
R: Sim, tem todo um procedimento. Escrever no caderno, antes de ir para o Word, abre a mente para ideias mais criativas, tomar um cafezinho durante a escrita de cada capítulo, ativa também o cérebro, principalmente, quando preciso dormir tarde, e claro não posso deixar de citar a música, afinal sempre tem uma música de fundo, quando estou no meu momento “Mundo da lua”. (risos)

 

 7) Quanto as suas obras, tem alguma delas que considere “a mais difícil” para ser escrita?
R: Devo admitir que não é tão fácil quanto parece, mas para mim por incrível que pareça nunca achei difícil escrever algo, até porque não busco inspiração, ela simplesmente me encontra. Seja em um abraço, no olhar, no sorriso, na criança, enfim a Vida me inspira e sempre me supero.

 

8) Qual a importância da literatura em sua vida, na vida das outras pessoas? Ela pode influenciar uma nação?
R: A literatura é a melhor arma contra a ignorância, Alma poeta nunca fica só, Ler é terapia para qualquer alma abatida, os livros não mudam as pessoas, mas torna o Ser humano mais inteligente.

 

IMG-20180612-WA0024

 

 

 

 

Entrevista com a autora Letícia Mancini

Entrevista com a autora Letícia Mancini

Boa noite!

Vamos entrevistar a autora Letícia Mancini. Deixemos que ela se apresente:

Apresentação:

Autora de romances disponíveis na plataforma Wattpad, universitária e leitora voraz de livros clichês e ficções científicas intensas, tento intercalar o dia a dia com o prazer da escrita. Entre os meus livros estão Crime perfeito, Rebeldia perfeita Logan e Lily

Entrevista:

1) Quais foram as suas motivações para tornar-se um escritor?

R: Creio que a leitura seja o início principal de todo escritor porque o sentimento de ler e se apaixonar pelas obras e personagens faz com que as pessoas queiram escrever, queiram criar algo tão maravilhoso quanto aquela primeira leitura. Comigo foi assim, mil livros na estante e o dobro de ideias na mente que precisavam ser colocadas no papel!

2) Sobre o que você mais gosta de escrever?
R: Adoro escrever sobre o “primeiro amor” nos meus romances, algo que vem sendo criado aos poucos e que deixa os personagens completamente sem chão.
3) Como surgem as histórias? Os personagens?
R: Varia muito, na verdade! Às vezes eu tenho que ficar concentrada e deixar fluir com as mãos no teclado do notebook e em outras ocasiões as ideias surgem nos momentos mais estranhos, tais como quando eu cozinho (Logan Ackermann surgiu assim!) ou até quando estou no dentista!
4) Você cria uma rotina para a escrita? 
R: Já tentei, mas com os horários loucos que eu tenho, escrevo quando surge tempo e quando sinto aquela inspiração.
5) Sua literatura tem influência de algum escritor/poeta? 
R: Suponho que todos os autores que eu já li colaboram com a minha escrita. Desde Agatha Christie até Julia Quinn.
6) Durante o processo de criação ou na sua preparação, você tem algum costume ou hábito?
R: Eu escuto música (tudo fica melhor com música) e rabisco as minhas ideias no meu caderninho especial (todos os segredos dos meus livros estão lá!).
7) Quanto as suas obras, tem alguma delas que considere “a mais difícil” para ser escrita? 
R: Logan & Lily. É a mais difícil de escrever porque engloba muita coisa e eu não quero ultrapassar 30 capítulos já que é um livro extra, mas é a que eu mais gostei de escrever até agora.
8) Qual a importância da literatura em sua vida, na vida das outras pessoas? Ela pode influenciar uma nação? 
R: A literatura é a formação de um prazer, um conhecimento e de vários sentimentos que só te enriquecem. Preciso ler todas as noites antes de dormir para sentir que o dia valeu. Ela pode e já influencia! Ela abre as portas para o saber e, no final, é isso que rege o mundo.
IMG_20180614_203636_761
Entrevista com a autora Ana Cleide

Entrevista com a autora Ana Cleide

Boa noite!

Hoje a entrevistada da Coluna Autor da Semana é a autora Ana Cleide da Silva.

Apresentação:

ANA CLEIDE DA SILVA tem 28 anos, mora em São Paulo. É autora de Quero você para sempre…, sua primeira obra publicada em 2016. Tem participação na Antologia de Poesia Brasileira Contemporânea Além da Terra Além do Céu, com o seu poema Explosão de Sentimentos publicado em 2017 e, também publicado no mesmo ano, o conto O garoto do guarda-chuva.
Ana Cleide é formada em Letras e pedagogia. Apaixonada por música e dramas sul-coreanos, considera-se uma pessoa muito sonhadora.

Entrevista:

  • Quais foram as suas motivações para tornar-se um escritor?

R: Amor por livros (histórias), prazer em transmitir emoções e sentimentos através das histórias que imagino, escrevo.

 

  • Sobre o que você mais gosta de escrever?

R: Amo escrever romance, escrever sobre amor, seja por meio de uma história curta, longa, um conto, um poema, seja o que for.

 

  • Como surgem as histórias? Os personagens?

R: As histórias e os personagens surgem misteriosamente – “brincadeira”, mas é verdade que surgem quando menos espero, em qualquer hora, em qualquer lugar, simplesmente surgem. É como se “soprassem em meus ouvidos”, “se apossassem da minha mente” e me pedissem para contar suas histórias.

 

  • Você cria uma rotina para a escrita?

R: Não costumo criar rotina, mas se necessário crio sim, resta saber se consigo. (risos).

 

  • Sua literatura tem influência de algum escritor/poeta?

R: Sim.

 

  • Durante o processo de criação ou na sua preparação, você tem algum costume ou hábito?

R: Sim. Ouvir música.

 

  • Quanto as suas obras, tem alguma delas que considere “a mais difícil” para ser escrita?

R: Nem uma foi difícil, mas posso dizer que me emocionei muito ao escrevê-las.

 

  • Qual a importância da literatura em sua vida, na vida das outras pessoas? Ela pode influenciar uma nação?

R: Sem dúvida a literatura pode influenciar sim. Tantas são as suas qualidades e vantagens. Hoje, eu não vivo mais sem a literatura, não digo somente pela minha escrita, mas também pela minha leitura. Ela é imprescindível para mim.

 

IMG-20171116-WA0077